6 remédios caseiros para íngua (e como preparar)


Alguns remédios caseiros para íngua, como as compressas de argila, o chá de gengibre ou o chá de eucalipto, possuem substâncias com ação anti-inflamatória, antimicrobiana e imunomoduladora, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico a combater infecções, e assim, diminuir a inflamação dos gânglios linfáticos, o que pode ajudar a aliviar o desconforto das ínguas.

As ínguas, também conhecidas como adenopatia ou linfadenopatia, são um aumento dos gânglios linfáticos, que levam ao surgimento de caroços dolorosos sobre a pele, como consequência de uma resposta do sistema imunológico a alguma infecção ou inflamação na região em que surge, podendo ocorrer em qualquer região do corpo, sendo mais comum nas axilas, pescoço e virilha, por exemplo. 

Os remédios caseiros podem ajudar a aliviar a dor e o desconforto da íngua, e auxiliar no tratamento médico, mas não substituem o tratamento com remédios indicados pelo médico, que deve ser feito de acordo com a causa da íngua, e geralmente, inclui o uso de antibióticos, anti-inflamatórios ou até cirurgia. Veja como é feito o tratamento da íngua.

Alguns remédios caseiros para íngua são:

1. Compressas de argila

Um bom remédio caseiro para íngua é a compressa de argila com cebola porque possui propriedades antissépticas e antimicrobianas, ajudando a combater as infecções e aliviar o desconforto da íngua.

Ingredientes 

  • 2 colheres de sopa de argila verde;
  • Água morna;
  • ½ cebola ralada;
  • Gaze limpa.

Modo de preparo 

Misturar a argila com a água em quantidade suficiente para virar uma mistura homogênea. Adicionar ½ cebola ralada à mistura, aplicar sobre a íngua e cobrir com uma gaze limpa, deixando atuar por aproximadamente 30 minutos, ou até que a argila seque completamente.

Esta compressa deve ser utilizada de 3 a 4 vezes por dia. Além disso, é preciso lavar bem a região após a sua aplicação, pois pode ressecar um pouco a pele e, por isso, recomenda-se passar uma loção hidratante suavemente depois de fazer uso desse remédio caseiro. Para complementar este tratamento, recomenda-se tomar 1 litro de chá de eucalipto por dia.

2. Chá de eucalipto

O chá de eucalipto é rico em óleos essenciais, com ação anti-inflamatória, antioxidante, antibacteriana e imunomoduladora, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico, estimulando a ação dos glóbulos brancos, que são as células de defesa, ajudando a combater infecções, especialmente do sistema respiratório, como gripes, resfriados ou sinusite, por exemplo, que podem causar íngua no pescoço. Confira outras causas de íngua no pescoço

Além disso, o eucalipto possui substâncias, como o cineol, o terpineol e o limoneno, com ação analgésica que ajudam a combater a dor e o desconforto da íngua.

Ingredientes 

  • 1 colher (de sopa) de folhas picadas de eucalipto;
  • 150 mL de água.

Modo de preparo

Adicionar as folhas picadas de eucalipto na água e ferver por 1 minuto. Desligar o fogo, tampar e deixar repousar por cerca de 5 minutos. Em seguida, coar e beber 1 xícara do chá 2 a 3 vezes por dia. Conheça outras formas de usar o eucalipto.

O chá de eucalipto não deve ser usado por crianças com menos de 3 anos, durante a gravidez ou amamentação, ou por pessoas que têm problemas digestivos, de vesícula e doenças no fígado, ou alergia ao eucalipto.

3. Chá de gengibre

O chá de gengibre é rico em compostos fenólicos como o gingerol, a zingerona e o chogaol que têm ação anti-inflamatória e analgésica, que ajudam a aliviar a dor e o desconforto da íngua. Veja outros benefícios do chá de gengibre

Ingredientes

  • 1 cm da raiz de gengibre cortada em rodela ou ralada;
  • 1 litro de água fervente.

Modo de preparo

Adicionar o gengibre em uma panela com a água e deixar ferver durante 5 a 10 minutos. Após esfriar, coar e beber no máximo 3 xícaras por dia.

Outra opção para fazer o chá é substituir a raiz por 1 colher de chá de gengibre em pó, que deve ser diluído em água fervente.

O chá de gengibre deve ser evitado por pessoas que fazem uso de anticoagulantes como varfarina ou ácido acetilsalicílico, pois pode aumentar o risco de sangramentos ou hemorragias.

4. Chá de açafrão

O açafrão (Curcuma longa), também conhecido como cúrcuma, é rico em curcumina, uma substância com propriedade antioxidante e anti-inflamatória potente, que age diminuindo os sintomas da inflamação nos gânglios linfáticos, sendo uma excelente opção de anti-inflamatório natural para aliviar a dor e o desconforto da íngua.

Ingredientes

  • 1 colher rasa (de chá) de cúrcuma em pó (200 mg);
  • 1 xícara de água.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver e adicionar cúrcuma. Deixar ferver por 5 a 10 minutos. Coar o chá e beber. Pode-se beber de 2 a 3 xícaras de chá de açafrão por dia.

Outra opção é consumir a cúrcuma na forma de cápsulas, que pode ser usada tomando 2 cápsulas de 250 mg a cada 12 horas, totalizando 1 g por dia.

Este chá ou as cápsulas de cúrcuma não devem ser usados por mulheres grávidas, ou pessoas que tomam anticoagulantes, como varfarina, clopidogrel ou ácido acetilsalicílico, pois pode aumentar o risco de sangramentos ou hemorragias.

4. Chá de hortelã-pimenta

O chá de hortelã-pimenta, feito com a planta medicinal Mentha piperita, é rico em substâncias anti-inflamatórias, analgésicas, antibacterianas e antivirais, como o mentol e a mentona, que ajudam a aliviar os sintomas da íngua, especialmente no pescoço, causada por inflamação ou infecções na garganta, resfriado ou gripe, por exemplo.

Além disso, este chá tem propriedades antioxidantes que ajudam o corpo a se recuperar mais rápido. 

Ingredientes

Modo de preparo

Em uma xícara adicionar a água sobre as folhas picadas de hortelã-pimenta e deixar repousar por 5 a 7 minutos. Coar, adoçar com mel se desejar, e tomar 3 a 4 xícaras por dia. 

5. Chá de unha de gato

O chá de unha de gato, preparado com as cascas e raízes da planta medicinal Uncaria tomentosa, é rica em proantocinidinas, que ajudam a aumentar as defesas do organismo, pois estimula a produção de glóbulos brancos e a ativação das células do sistema imunológico, ajudando o organismo a combater os microorganismos.

Desta forma, este chá é uma boa opção natural para auxiliar no tratamento da íngua na virilha, causada por infecções vaginais, candidíase ou herpes genital, por exemplo. Veja outras causas de íngua na virilha.

Ingredientes

  • 20 g de cascas e raízes de unha de gato;
  • 1 litro de água.

Modo de preparo

Adicionar os ingredientes em um recipiente e ferver por 15 minutos. Em seguida, retirar o chá do fogo e deixar repousar no recipiente tampado por 10 minutos. Coar, esperar amornar e tomar 1 xícara do chá de 8 em 8 horas, entre as refeições. Confira outros benefícios da unha de gato.

O chá de unha de gato não deve ser usado por mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que têm doenças autoimunes ou renais, leucemia, problemas de coagulação no sangue, ou que estejam tomando remédios anticoagulantes ou que vão fazer qualquer tipo de cirurgia.

6. Infusão de ashwagandha

A infusão de ashwagandha, feita com a planta medicinal Withania somnifera, é rica em alcalóides, lactonas e saponinas que possuem ação anti-inflamatória, antioxidantes e imunomoduladoras, que ajudam a fortalecer o sistema imunológico, prevenindo e ajudando no combate de infecções, o que pode ajudar a aliviar os sintomas da íngua.

Ingredientes

  • 1 colher (de chá) de raiz seca de ashwagandha;
  • 120 mL de água.

Modo de preparo

Colocar a água para ferver, desligar o fogo e adicionar a água fervente em uma xícara. Adicionar a raiz seca de ashwagandha e deixar repousar por 15 minutos. Coar e tomar morno. Recomenda-se beber 1 xícara por dia até a melhora da íngua.

A infusão de ashwagandha não deve ser usada por mulheres grávidas ou em amamentação, por pessoas com doenças autoimunes, como artrite reumatoide ou lúpus, ou que tenham úlcera no estômago, ou estejam tomando remédios para ansiedade ou depressão.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *